sexta-feira, 6 de julho de 2012

Diferença entre Stress Pós-Traumático e a resposta “normal” a um acontecimento traumático

Apesar de estas reacções serem normais a acontecimentos anormais e extraordinários, deve procurar apoio psicológico profissional. O motivo para o fazer é lógico. Evitar que as memórias traumáticas fiquem presas no seu cérebro. O que se passa é que o seu cérebro está a ter uma dificuldade natural em processar essas memórias difíceis. Existem técnicas muito eficazes para facilitar que o seu cérebro faça esse trabalho. A imagem de como isto funciona é a seguinte: Imagine que o cérebro funciona como um filtro para todas as situações da vida. Quando essas situações são difíceis o filtro entope. Por vezes demora um certo tempo para que o filtro absorva todos esses acontecimentos. Enquanto o filtro está entupido com esses acontecimentos, não estará a filtrar outros. É por esse motivo que a pessoa sente um desligar da vida após um acontecimento traumático e que tenha a sensação de re-experienciar todo o acontecimento como se estivesse a vive-lo novamente. Impõe-se nestas situações que a pessoa utilize técnicas adequadas que ajudem o filtro a peneirar esses acontecimentos difíceis. 


Mais em Clinica Psicologia Lisboa

Sem comentários:

Enviar um comentário