quarta-feira, 20 de junho de 2012

Inteligência Emocional e a Inteligência Intelectual

No entanto, a inteligência intelectual é por norma menos importante que a inteligência emocional ao determinar quão bem sucedidos seremos na nossa vida pessoal e profissional. Todos nós conhecemos pessoas que são academicamente brilhantes mas socialmente inadaptadas e mal sucedidas. Todos sabemos de que nada vale a um gestor de empresas o seu brilhantismo intelectual, a sua capacidade de análise macro e micro sistémica, a sua capacidade de visão estratégica e de mercado, se não conseguir captar e desenvolver a realidade da força de trabalho que são as pessoas que com ele colaboram, desde os seus funcionários, aos clientes até aos fornecedores. Por outro lado, de que vale a excelente capacidade técnica do colaborador de uma empresa se os problemas que tem para resolver implicam a relação com a chefia, com os demais colegas e com os clientes.

O que se salienta é a necessidade de desenvolver a inteligência emocional. Por esse motivo as empresas estão cada vez a dar mais importância a este conceito de inteligência emocional.


Mais em Clinica Psicologia Lisboa

Sem comentários:

Enviar um comentário